Drabble: Angústia

Drabble: Angústia

Quando ainda era muito pequena, aprendera nos livros uma palavra que passou a usar para todos os sentimentos que não sabia explicar: angústia. Mesmo com a descoberta, às vezes ela ainda não se fazia entender. Afinal de contas, não deixava de ser um termo avançado para sua idade, e seus coleguinhas não eram ratos de biblioteca como ela para conhecê-lo.

Demorou a perceber que, no entanto, se enganara por todo esse tempo. Angústia não era um único nome para todos os sentimentos inexplicáveis. E sim o que vivenciava ao não conseguir entender as emoções que cresciam nela, sem explicação.

Continue reading “Drabble: Angústia”

Pregresso

Ai está ele de novo
Nem ao menos cheguei ao meu destino
E meu corpo já reage com demasiada euforia
A ultima vez? Trezentos e sessenta e cinco luas atrás.
Ainda suspiro com tais momentos

Uma simples chamada
Onomatopeia capaz de violar um cofre há muito trancado
Revelando segredos, relembrando carícias acompanhadas de olhares maliciosos

Aí está ele mais uma vez
Nem ao menos cheguei ao meu destino
E o vento frio da montanha já me trouxe seu cheiro

Consigo ver suas ondas
Estão na cor água marinha
Já faz dez minutos que estacionei
Não quero sair do carro
Não quero sentar à mesa
Não quero relembrar
Consigo ver seus lábios
Vermelhos

Aí está ele novamente
Aquele arrepio