Esvaziar-se

Esvaziar-se

 

Ahhhh…
O suspiro escapa por entre meus lábios
Cansados. Cansada
O corpo pesado, mas frágil
De leve, só o ar, que vaza

As vozes ecoam por cada canto
Os vultos se impõe à minha volta
As perguntas se repetem
Elas se repetem
Se repetem

Mas eu não digo que sim
Não digo que não
Nem talvez
Eu só me calo

As vozes dizem por mim
O sim, o não e o talvez
As vozes sabem melhor que eu
Elas falam, GRITAM, sussurram
Por mim

É, elas sabem melhor que eu
Elas sabem melhor que eu?
Emudecida, pesada, frágil
Facilmente deslocada
Para onde as vozes me levam