Mulheres fortes em séries que vimos por aí – mas não enxergamos – Parte II

Na semana passada eu comecei uma lista com mulheres fortes e emponderadas enfiadas em “meios masculinos”, mas que raramente prestamos atenção. Perdeu a parte I? Clica aqui!

Continuando…

4 – Miranda Hobbes (Sex And The City)

Sex And The City conta, basicamente, a história de quatro amigas (Carrie, Charlotte, Samantha e Miranda) e suas vidas, tanto pessoal quanto profissional. No início da série, todas são solteiras, cada uma com seu sonho e sua forma de imaginar a vida, mas algumas com a parte profissional um tanto quanto encaminhada. Caso de Miranda.

 

Miranda é advogada, totalmente independente e sem nenhuma ideia de romance. Sonha em ter a sua própria firma e não se permite levar em quase nenhuma situação.

“Eu não consigo dizer ‘eu te amo’. Não consigo. Não está no meu DNA.”

O interessante de Miranda é ela aprender a respeitar as idéias diferentes que as amigas acreditam e as defende, não só graças a sua formação acadêmica, mas existe uma conexão entre elas, que defende a irmandade, independente da forma de pensar de cada uma.

3 – Kate Beckett (Castle)

A série conta a vida de Richard Castle, um escritor de suspense, com milhares de livros vendidos e um ego que não cabe aqui no texto. Esquece o Castle. Em uma festa de lançamento, Castle conhece a detetive Beckett.

Dando um spoiler fofo, ele começa a trabalhar junto com a equipe de polícia de Nova York para escrever outra franquia de livros. Mas, como eu disse, esquece o Castle. Kate entra para a polícia para investigar o assassinato da mãe e vingar a sua morte. A trama vai muito além de um romance e Kate acaba chegando a pessoas grandes, praticamente intocáveis, colocando sua carreira em risco.

SIM! TEM MUITO TIRO!

O mais importante? Ela não pára. Ela abre mão, muitas vezes, das suas relações para responder as perguntas que a levaram até ali. E, cá entre nós, o Castle nem faz muita diferença.

2 – Addison Montgomery (Private Practice)

Addison sai de Grey’s Anatomy no final da terceira temporada para ser dona da p… parada toda em Private Practice.

Ginecologista, obstetra e, simplesmente, a melhor cirurgiã uterina do país, Addison cai na ironia de se descobrir estéril quando decide ser mãe. Não posso mentir falando que isso não faz muita diferença, porque faz, não só da história da série, mas também na história da ruiva. O ponto é o foco.

Ela não desiste. Ela simplesmente coloca na cabeça que ela quer um filho, e luta para conseguir. Aja poder, gente. Eu não teria essa garra não…

E a número 1, na minha mega humilde opinião…

[tambores rufando]

1 – Samantha Jones (Sex And The City)

SIM! Samantha Jones!

Sam Jones é promotora de eventos e faz a sua maior descoberta ainda durante a série, onde ela encontra um cara simples e transforma em um dos maiores modelos do mundo. Eu escolhi a Sam para estar aqui, como número 1, pela forma simples que ela encara os problemas das amigas e, óbvio, pelo seu amor próprio.

“Eu te amo mas eu me amo mais.”

Que frase mais linda né, gente! Ainda não vi nada que me trouxesse mais amor próprio do que essa personagem. Vale até um coração!

<3

Gostou da lista? Mudaria alguma coisa? Conta pra gente!