Sinto muito, mas eu não quero as suas flores! 8 de março – Dia Internacional (da luta) da Mulher

Participantes do velório das centenas de pessoas que morreram no incêndio na fábrica têxtil de Novo Iorque, em 1911

Pode parecer ingratidão da minha parte, mas as parabenizações que são entregues à nós mulheres no dia de hoje são dispensáveis. O dia Internacional da Mulher, oficializado na data de hoje pela ONU (Organização das Nações Unidas) em 1977, é o marca da luta das mulheres por melhores condições de trabalho, salário justo e igual ao dos homens, diminuição da carga horário trabalhada, extinção do assédio por parte de colegas e patrões, ou seja, reivindicações sérias e que nada tem haver com flores e bombons.

Gosto de dizer que 8 de março está no mesmo patamar de importância que datas como as de Tiradentes ou da Consciência Negra. Conhecendo as histórias que iniciaram toda a luta feminina, fica mais fácil entender toda real importância envolvida no dia da mulher.

Infográfico com breve história do Dia Internacional da Mulher

 

Devem ser incluídos em todos esses fatos históricos o lançamento do livro O Segundo Sexo, da autora francesa Simone de Beauvoir, considerado um dos grandes livros do feminismo. Também  podemos incluir o movimento realizado na França, 1968, em busca de garantir os direitos das minorias, incluindo os das mulheres, que lutavam para que pudessem ter direito de decidir sobre o uso das pílulas, o sexo livre e a decisão de constituir ou não uma família.

Reprodução/Internet

 

Os acontecimentos no Brasil também não ficam atrás. No site do Jornal Folha podemos encontrar uma lista com mais datas com acontecimentos importantes que devem ser incluídos nos assuntos abordados pela sociedade no dia de hoje. Como por exemplo as mulheres conquistando o direito ao voto em 1934 e a criação da Lei Maria da penha, em 2006. Clicando aqui você conseguira ver a lista completa.

 

Maria da Penha, responsável pela maior lei de proteção as mulheres.

Diante de tantas informações, não podemos mais tratar o dia 8 de março apenas como um dia de romance. hoje é dia de luta, de reivindicações, de busca pelo respeito e pelos direitos femininos. Se você, diferente de mim, gosta de receber suas flores e seus bombons, será levada para jantar e terá/teve um café na cama, aproveite bastante. Mas aproveite também para pensar em quais outras questões devem ser levados a sério hoje e divida essas questões com o mundo.

Enfim, hoje ainda é o nosso dia e eu desejo que seja uma data com muitas realizações e que o máximo de respeito possível seja direcionado a vocês manas.

 

Fontes:

Artigo: Dia Internacional da Mulher, por Prof.ª Joana Darc Faria de Souza e Silva

https://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_Internacional_da_Mulher

http://www.scielo.br/pdf/ref/v9n2/8643

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2017/03/1864604-entenda-o-dia-da-mulher-confira-fatos-marcantes-da-historia-da-mulher.shtml

 

8 de Março! As Mulheres Vão Parar! Vamos juntas!

 

8 de março: para além das comemorações, a luta e o empoderamento das mulheres

 

Alessandra Lamunier

Alessandra Lamunier

Absolutamente amadora. Se existir um meio termo entre saber ou não fazer algo, eu estou nele. Contudo, sou cheia de ideias(ais) e, sabendo ou não a melhor forma de me expressar, fico feliz eu transmiti-las a quem interessar.
Alessandra Lamunier

Últimos posts por Alessandra Lamunier (exibir todos)

Comentários

comentários

One comment

  1. Nosso novo lar + tem gente nova no blog! « Elas por Elas – Projeto Literário

    […] blog voltou semana passada, com um post extraordinário sobre o Dia Internacional da Mulher, mas ainda não tivemos tempo de fazer um post para marcar […]

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *