Mulheres na Cultura Pop

5 séries que passam nos Testes de Bechdel e Mako Mori (e fazem muito mais)

Pensando especialmente em dar visibilidade ao espaço ocupado por mulheres nas diversas mídias, estreia hoje a coluna Mulheres na Cultura Pop. Neste espaço vamos falar de séries, filmes, livros, quadrinhos, games, enfim, as mais diversas produções culturais feitas por, para e sobre mulheres. Esperamos que gostem da novidade!

O teste de Bechdel foi criado em 1987 pela cartunista americana Alison Bechdel, em um de seus quadrinhos. O teste consiste em analisar a representatividade de um filme a partir de três requisitos:

  1. Deve ter pelo menos duas mulheres.
  2. Elas conversam uma com a outra
  3. Sobre alguma coisa que não seja um homem.

O quadrinho que originou o teste – Imagem: reprodução/internet

Sabemos que esse teste é extremamente simples, e muitas vezes um filme que não passa nele pode, sim, ter um potencial representativo. Em contrapartida, filmes que são aprovados podem ser completamente machistas e estereotipados. Acontece que o teste de Bechdel funciona mais como um termômetro social do que como qualificação absoluta de uma obra.

Essa carência motivou, inclusive, a criação do teste Mako Mori. O nome é o mesmo da personagem feminina central de Círculo de Fogo. Mesmo sendo extremamente representativa, a personagem não conversa com nenhuma outra mulher no filme, que não passa no teste de Bechdel. Uma usuária do tumblr então propôs o teste Mako Mori, baseado na personagem. O filme deve, portanto:

    1. Ter ao menos uma personagem feminina
    2. Com seu próprio arco narrativo
    3. E que esse arco não é mero suporte para uma história masculina
A Mako Mori – Imagem: reprodução/internet

Ainda que também não seja absoluto para medir se um filme é bom, ele é bem mais completo para definir a relevância e a representatividade de obras específicas. Por isso, eu fiz uma seleção de 10 séries que eu gosto e que passam NOS DOIS testes. Abaixo seguem 5 delas. As outras 5 virão com uma surpresa! Não vou explicar exatamente por que essas séries passam (pode acabar rolando spoilers e quebrando a magia), então vocês terão que confiar em mim. Espero que este post sirva para enriquecer a sua coleção de novas séries (representativas) preferidas!

Unbreakable Kimmy Schimdt

 

“Seja você. Seja o que você quiser. E então se torne inquebrável” – Imagem: reprodução/internet

Se ainda não viu essa série da Netflix, criada por Tina Maravilhosa Fey e Robert Carlock, corre AGORA! Aproveita que dia 15 estreou a segunda temporada, faz maratona com os 13 primeiros episódios e já emenda uma na outra. A comédia gira em torno das descobertas de Kimmy, que após ser sequestrada pelo líder de um culto apocalíptico e passar 15 anos em um abrigo subterrâneo com mais três mulheres, finalmente conseguiu sair. Sim, a premissa é uma loucura! 

Kimmy e seu jeitinho <3

Além de passar nos dois testes, trabalham a desconstrução de vários estereótipos e clichês machistas. O elenco ainda é recheado de mulheres, de núcleos e personalidades diferentes. Só espero que na próxima temporada tenhamos mais mulheres de outras etnias (já que a primeira temporada já apresentou um homem negro e um oriental, tá na hora, né?).

Jessica Jones

 

Imagem: reprodução/internet

Eu sei que eu posso estar sendo redundante de falar desse sucesso da Netflix/Marvel, mas acho que é justamente porque ela é item obrigatório nesse tipo de lista que ela está sempre presente. Jessica Jones é uma série não apenas com (forte) elenco feminino em massa, como tem várias mulheres na produção. A trama, pra quem tava vivendo numa caverna não está familiarizado: Jessica é uma investigadora particular que possui super poderes, e está se recuperando do trauma de viver sob o poder de Kilgrave, um homem com habilidade de controlar mentes. Além de usar os poderes de Jessica, ele ainda abusava dela, sexual e psicologicamente. Tire toda a parte fantasiosa, e temos uma história sobre abuso, super plausível na nossa realidade.

Ah, e Jessica é uma FUCKING BADASS!


How To Get Away With Murder

 

Essa mulher!!!! – Imagem: reprodução/internet

Outra pedida obrigatória: uma série da Shonda Rhimes. Shonda é rainha em séries representativas para mulheres e outras minorias. Em HTGAWM, além da MARAVILHOSA (e ganhadora do Emmy pelo papel) Viola Davis como a protagonista Annalise Keating, temos um elenco jovem principal formado por uma mulher e um homem negros, uma latina e dois brancos americanos, sendo um deles homossexual. A diversidade sexual, inclusive, também é uma tema forte no seriado, bem como a própria liberdade sexual feminina.

Quem mais adora quando falam o nome da série/filme? haha

A série gira em torno de Annalise, uma professora de direito penal, que recruta cinco alunos para trabalharem com ela em seus casos. Diversos acontecimentos começam a se desenrolar quando quatro dos estudantes se envolvem num assassinato.

My Mad Fat Diary

Imagem: reprodução/internet

Eu sou a louca das séries britânicas, então vai ter uma (ótima) série britânica aqui, sim. My Mad Fat Diary é uma dramédia baseada no livro autobiográfico “My Fat, Mad Teenage Diary”, escrito por Rae Earl. A história começa com a saída de Rae da clínica psiquiátrica onde está internada após ferimentos auto infligidos, e tentando retomar uma vida normal ao lado dos amigos. Apesar de falar de assuntos sérios, especialmente doenças psicológicas, o humor é constante (e muitas vezes sobre pênis) e acabamos rindo mais do que chorando.

Tá, o gif é meio tristinho, mas eu juro que a série é super divertida!

A série é toda subversiva: Rae é gorda, mas é divertida (mas sem aquele estereótipo do “gordinho simpático”) e pega o cara mais bonito da escola. Apesar de ter pontos de rivalidade feminina, esse conceito está sempre sendo quebrado, reforçando a amizade, especialmente entre a protagonista e sua amiga popular, Chloe. É uma série curta (o lado bom e o ruim das séries britânicas), então dá pra maratonar rapidinho.

Buffy, a Caça-Vampiros

Photoshoots e design dos anos 90: os melhores haha – Imagem: reprodução/internet

Aqui também tem espaço pra série que acabou há bastante tempo, viu? Sim, eu confesso que eu arrumei um espacinho aqui pra ela porque eu comecei a ver recentemente e só conseguia me perguntar: “COMO eu não peguei pra ver essa série antes?”. Essa eu acho que todo mundo sabe a premissa, né? Buffy é a escolhida para caçar vampiros, demônios e outras criaturas das trevas. E, pra piorar, está no meio da sua adolescência e quer viver uma vida ao menos um pouco normal em sua nova escola.

Além de chutar (vários) traseiros, Buffy é atrevida e sarcástica. Como não amar?

Mais uma vez, vemos estereótipos sendo quebrados nessa série: Buffy era popular na escola antiga, e atualmente anda com “os normais”. A famosinha da escola, Cordelia, apesar de fútil, acaba indo e vindo numa relação com eles. Um bônus: além de ser uma personagem forte em vários sentidos, as cenas de luta de Buffy são incríveis!

Por enquanto é isso. Aguardem as próximas 5! Tem sugestões de séries que ficaram faltando? Deixa aí nos comentários!

Tamires Arsênio
Me segue aí!

Tamires Arsênio

26 anos, mineira, jornalista por formação, escritora por amor e atualmente envolvida nuns 2930281 projetos (a maioria sobre protagonismo feminino). Feminista, bem bruxona mesmo. Corvinal até o tutano, mesmo que o Pottermore teime que não. Ainda esperando que o Doctor pare com a TARDIS à minha porta e me chame pra ser companion.
Tamires Arsênio
Me segue aí!

Últimos posts por Tamires Arsênio (exibir todos)

Comentários

comentários

16 comments

  1. Nattany Martins

    Moça minha filha, ameeeeei. Já estou acompanhando HTGAWM. Agora tenho acompanhado How I Met Your Mother, que num tá aqui na sua lista.
    Vou começar a assistir esse primeiro que você indicou, parece ser super divertido!
    Obrigada pelas dicas.

    Responder

  2. Lethycia Dias

    Eu sabia que Jessica Jones e HTGAWM estariam na lista! Adorei!

    Responder

  3. Mandy Castilho

    Sou uma péssima GEEK, não assisto metade dessas séries (até porque tenho que acabar uma pra começar outra hahahaha). Kimmy é exatamente isso! Nunca pensei que ia ver a séria nessas listas, mas foi bom ler algo que penso hahahaha xD

    Responder

  4. Design 96

    Assisto todaaaaas!! Amei saber que elas passam nesse teste ♥♥♥

    Beijinhos! Peixinho Geek

    Responder

  5. Tamires

    Eu AMO HIMYM, mas assisti a tanto tempo que nem sei se a série toda passa em ambos os testes. Lógico que há episódios ótimos em que ela passa, mas eu gosto de pensar na série como um todo, também. Ah, e delicie-se com Unbreakable Kimmy Schmidt, ela é curtinha e ótima!

    Responder

  6. Tamires

    Obrigatório, né? Haha E eu admito que tô atrasada e essa foi minha primeira série da Shonda. Vou CORRER pra ver Scandal agora rs

    Responder

  7. Tamires

    Tina Fey é maravilhosa, Kimmy não podia ser menos que isso, tb haha E corre pra ver as outras!!!

    Responder

  8. Tamires

    Amei saber também que tem alguém que assista todas haha Especialmente MMFD, que eu preciso ficar fazendo propaganda pra todo mundo haha

    Responder

  9. clarissa

    Adorei o blog! Já até curti no face! Continuem o bom trabalho 🙂

    Responder

  10. Tamires

    Que bom que gostou, Clarissa! Continue lendo nossos posts e comentando, vamos amar! <3

    Responder

  11. Rayanne Buchweitz

    Quando posts assim enaltecem as séries que você já vê <3 melhor coisaaa
    Beijão
    querosermiranda.blogspot.com.br

    Responder

  12. Tamires

    Dá um orgulhinho, né, Rayanne? Continua acompanhando nossos posts, quem sabe vc não descobre novas séries pra amar?

    Responder

  13. Carissa Vieira

    Uma outra interessante é The Fall. Eu amo essa série.
    Precisovoltar a ver Kimmy e assistir Buffy e My Mad Fat Diarie.
    As outras adoro.

    Beijos,
    Carissa
    http://www.carissavieira.com.br

    Responder

  14. Simone

    Adorei o post!
    Não sabia desse teste Mako Mori, mas é bem interessante, ainda mais pra completar o de Bechdel, que embora exija uma interação entre as persongens, não exige que elas tenham um arco próprio.
    E descobri que preciso ver Unbreakable Kimmy Schmidt também! ❤️

    Responder

  15. Tamires

    The Fall eu ainda não assisti… Vou colocar na minha listinha! Espero que goste das outras! :*

    Responder

  16. Tamires

    Simone, é interessante combinar os dois testes, já que são duas "exigências" tão pequenas, e muitas produções acabam não passando. É um termômetro interessante.
    Assista Kimmy, sim, é hilária! =D

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *